Interfaces Desfigurativas

Home » Histórico

Histórico

A pesquisa de Interfaces Desfigurativas inicia em 2009 e se formaliza em 2010, com o projeto de Mestrado de Elisa Schmidt, aprovado pelo curso de Teatro da UDESC, na qual pesquisa-se a desfiguração em arte a partir do estudo das obras do artista-biólogo Olivier De Sagazan – escultor, desenhista, performer.

Em 2011, Elisa  realiza uma residência em França e trava o contato direto com o artista  De Sagazan, no intuito de discutir questões teórico-práticas acerca do uso da desfiguração como estratégia de deformação da figura. Este contato proporcionou o conhecimento teórico-prático sobre desfiguração em arte, com a especialidade de utilização de argila e tinta. O encontro com De Sagazan fundamentou questões sobre o rosto, as fronteiras entre o ritual, a performance e a dança, questões sobre o corpo em risco na performance e na dança, entre outras questões teórico-práticas que estão gradativamente sendo publicadas em forma de artigo científico e composição de obras de arte.

No âmbito teórico-prático Elisa pode participar como convidada do festival Rencontres Improbables 6 em novembro de 2011, explanando comentários acerca das obras de De Sagazan. Esta conferência foi ministrada em França por meio do auxílio do Edital de Difusão e Intercâmbio do Minc.

Em 2012 foi vencedora do Prêmio Funarte Petrobras de dança Klauss Vianna, no qual realiza a composição de dois solos de dança, mostra da performance `Transfiguração`, além de oficinas e mostras de artes.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: